— Gostaria de falar com você sobre poker, ou melhor, sobre estratégia de poker. Primeiro, conte-nos como você entrou no poker. Na universidade você estudou astrofísica e depois se tornou jogadora profissional? Existe alguma conexão entre esses elementos? É sobre matemática?
— Não, tudo aconteceu completamente por acidente. Depois de me formar na faculdade, eu realmente não queria procurar emprego. Comecei a me inscrever em programas de jogos da TV britânica. Estrelei Golden Balls e depois o Codex, com Tony Robinson. No geral, foi ótimo: fiquei trancada no Museu Britânico, tive que resolver quebra-cabeças...

O primeiro programa em que participei desafiava os concorrentes a "usar inteligência e astúcia para ganhar cem mil libras". Eles selecionaram cinco pessoas e fomos ensinados a jogar poker. A ideia era usar o nosso exemplo para determinar o tipo de personalidade mais adequado para o poker. Eles me classificaram como “professora”. Não consegui vencer aquele programa, mas me apaixonei perdidamente pelo jogo em si.

Naquela época eu gostava de heavy metal e sonhava em me tornar uma estrela do rock.

Mas o objetivo principal era viajar muito e viver uma vida louca. E como não toco muito bem guitarra, o poker pareceu-me uma forma mais conveniente de atingir este objetivo. E é muito divertido fazer isso!

– Ok, eu entendo. Quão importante é a sorte nisso? Quão importante é a estratégia?
— Tudo depende do período de tempo de que estamos falando. Se nós três sentarmos para jogar meia hora, o resultado será determinado pela sorte, se você pelo menos conhecer as regras e estratégias básicas.

Se jogarmos durante uma semana, provavelmente ganharei 98% das vezes, desde que nenhum de vocês jogue como um profissional.

Em cada mão, o papel decisivo pertence à sorte, ou melhor, ao acaso. Mas quanto mais decisões os jogadores tomam, mais oportunidades eles têm para mostrar suas habilidades e mais as vantagens se acumulam.

— Quão importante é no poker ser capaz de ler as emoções dos seus oponentes, perceber suas manifestações externas? Tomemos, por exemplo, um nerd de mente analítica que é absolutamente incapaz de compreender outras pessoas: ele poderia se tornar um jogador de sucesso?
— O melhor jogador de poker do mundo é o nerd com a mente mais analítica que se possa imaginar: a inteligência artificial. A IA não sabe nada sobre as emoções humanas e não consegue ler os oponentes. Tudo o que faz é calcular perfeitamente o equilíbrio de Nash em todas as situações. E isso é suficiente para vencer qualquer pessoa no longo prazo. A essência do jogo, seu núcleo, é a matemática pura. O que não significa que não contenha um nível de metainformação que possamos usar contra outras pessoas.

É interessante ver como o jogo mudou. Nos anos em que comecei, e na década anterior, na década de noventa, os jogadores de poker mais fortes eram estes personagens clássicos de filmes... Eles faziam jogadas intuitivas que nem conseguiam explicar com clareza, apenas seguiam seu instinto. E seu instinto revelou-se bastante preciso, ou pelo menos mais preciso do que o de todos os outros. Mas então o jogo apareceu na internet e depois vieram os bancos de dados e os solvers. As pessoas começaram a analisar esses dados e o poker deixou de ser uma arte pura e começou a se tornar uma ciência. Hoje, tudo se resume cada vez mais à matemática.

Os melhores jogadores do mundo são excelentes em fazer as duas coisas. Eles entendem perfeitamente de matemática, conhecem a teoria dos jogos, mas também têm um excelente conhecimento do comportamento humano e da leitura de emoções.

Mas eles ainda perderão para a máquina.

—Quão aplicável é a capacidade de ler os oponentes de poker na vida cotidiana? Você pode dizer o que estamos pensando agora?
— Não, não consigo ler mentes. O poker ensina você a determinar com segurança a base do comportamento humano. Como ele se comporta quando não está ocupado com negócios: uma mão ou, por exemplo, negociações comerciais. Quão relaxado ou tenso você está, quão introvertido ou extrovertido você é, etc. E então vemos o quanto ele se desvia da sua "linha padrão".

Algumas pessoas estão muito tensas e envolvidas na vida, e quando de repente tal pessoa relaxa visivelmente durante uma mão, esta pode ser uma informação valiosa. O problema é que o medo e a excitação se manifestam de forma quase idêntica e pode ser muito difícil distinguir um do outro.

Digamos que estamos jogando, você vai all-in, tenho que tomar uma decisão. Vejo que seu pulso acelerou, sua respiração aumentou e sua boca está seca. Pode ser o nuts ou um blefe. A única maneira de distinguir seria adiar a tomada de decisão por alguns minutos, dois ou três, o máximo possível. Durante esse tempo, a excitação desaparece gradualmente. A ação é coisa do passado e a pessoa espera calmamente se tomará call da mão mais forte ou não. Não há mais nada com que se preocupar. Mas se uma pessoa está mentindo, ela ainda fica nervosa. O estresse não vai embora.

Não existe uma abordagem perfeita para ler os oponentes e é muito difícil de ensinar. Somente a prática e a própria experiência podem ajudar.

— Liv, me explique como a matemática ajuda no poker. Eles lhe dão uma mão específica. Como você determina o que fazer a seguir usando matemática? Você não conhece as cartas dos outros jogadores!
— Para isso, devemos recorrer ao conceito de ranges, perdoem a terminologia. Quando jogamos Texas Hold'em, recebemos duas cartas de 52. O número total de combinações de cartas possíveis é 1.326. Espero não estar errada; Faz muito tempo que não me lembro desse número.

No início da mão, eu poderia ter qualquer uma dessas mãos, meu oponente não conhece minha mão específica. Mas então ele deu raise e eu reaumentei. O range começa a diminuir, pois provavelmente não jogarei tantas mãos fracas. À medida que o jogo avança, com cada ação que eu realizo, meu range continuará a diminuir. A tarefa do adversário é obter o máximo de informação possível sobre a minha mão e revelar o mínimo de informação possível sobre a dele. O poker é baseado nisso, esta é a sua base.

Então a matemática entra em jogo. Digamos que eu aposte £100 num pote que já tinha £100. Se o seu oponente pagar £100, você pode ganhar £200. Calcule suas probabilidades de pote (2 para 1 no nosso caso) e depois use isso para determinar sua estratégia ideal. Não vou entrar mais nisso, mas geralmente jogamos assim.

Americas Cardroom

4.2

Site de poker com excelentes mesas de cash e prêmios milionários

Black Chip Poker

4.2

Uma sala de poker para PC bem confiável

Código
Digite o código na linha "Código de referência":

PartyPoker

4.9

Satélites para torneios ao vivo, software simples e freerolls a cada hora

Cadastre-se usando este link para ganhar os bônus do GipsyTeam:
  • Aumento do bônus de primeiro depósito
  • Aumento de rakeback e em bônus
  • Ajuda com depósitos e saques
  • Acesso a freerolls exclusivos
  • Suporte 24 horas por dia, 7 dias por semana

— Minha próxima pergunta parece muito natural, especialmente para pessoas que não estão muito interessadas em poker: as habilidades de poker ajudam você a construir uma estratégia no dia a dia? Quais podem ser úteis?

— Eu gostaria de pensar que elas ajudam. As principais lições que aprendemos com o poker são a disposição para aceitar a incerteza e a capacidade de pensar probabilisticamente. Isto nos traz de volta à discussão sobre os problemas da mídia moderna. Muitas vezes é impossível determinar com certeza a veracidade de uma notícia, mas podemos prever a probabilidade. O poker nos ensina a contar as opções: com 30% de probabilidade você terá esta ou aquela mão, 40% – outra, 30% – uma terceira, etc. Muito rapidamente nos acostumamos a usar o pensamento probabilístico e a conviver com a incerteza constante. Esta é a habilidade mais importante. A mais importante!

Por exemplo, se você estacionar em um lugar proibido. Não estou recomendando nada haha, apenas um experimento mental. Estou atrasado para uma reunião importante, mas não quero ser multado se deixar meu carro no lugar errado. Estou estimando a probabilidade de receber uma multa (digamos 10%). A reunião durará meia hora... . A multa é de cem dólares. Ou seja, a expecativa é que a cada 10 vezes que eu parar, serei multada em uma, o que me daria uma perda média de 10 dólares. Estou disposta a pagar $10 para estacionar imediatamente e chegar a tempo para minha reunião? É assim que a pergunta deve ser formulada para simplificar a resposta. Cálculo contínuo de expectativas matemáticas com base na probabilidade. Eles não ensinam isso na escola, mas é muito útil!

Portanto, a coisa mais importante que o poker oferece é a capacidade de viver num mundo de incerteza e operar com probabilidades. Em segundo lugar está a atitude correta em relação à sorte e ao acaso. Este é um dos desafios mais difíceis da vida. Digamos que alcançamos grande sucesso em alguma coisa. Por quê isso aconteceu? Fomos os melhores desde o início, fizemos o nosso melhor trabalho ou tivemos sorte? Ou os três motivos influenciaram em alguma proporção?

Tive uma grande vitória no início da minha carreira. Ganhei um grande torneio no PokerStars European Poker Tour. E depois disso, durante seis meses, me considerei especial. Parei de estudar teoria intensamente e comecei a jogar torneios mais caros, e minha taxa de vitórias despencou. O acaso me enganou. Claro, fiz muitas coisas certas no torneio que ganhei, mas também tive uma sorte incrível.

Classificação dos jogadores
3.7
Jogadores online
200
Bônus de depósito
100% até $1,200
Cliente Mobile
Softwares auxiliares
Outros
Rake races e freerolls regulares
Jogue em Yuan
Bônus do GipsyTeam
A partir de 30% de rakeback
Assistência na configuração e configuração de contas
Código promocional GT
Cadastro
Classificação dos jogadores
4.6
Jogadores online
55,000
Bônus de depósito
100% até $600
Cliente Mobile
Softwares auxiliares
Outros
PLO8, Stud, Razz e outros jogos raros
Software com ótima usabilidade
Torneios com grandes garantidos
Bônus do GipsyTeam
$30 imediatamente ou até $600 de bônus para o primeiro depósito
Classificação dos jogadores
4.5
Jogadores online
400
Bônus de depósito
Nenhuma
Cliente Mobile
Softwares auxiliares
Outros
Caixa próprio
Bônus do GipsyTeam
Ajuda com depósitos e saques
Bônus para jogadores ativos
Código promocional GT
Cadastro

A narrativa padrão que usamos em privado é aceitar os sucessos como confirmação dos nossos méritos e atribuir os fracassos à má sorte. O poker ensina-nos a honestidade, obriga-nos a ser epistemologicamente humildes e a analisar cuidadosamente os nossos sucessos e fracassos. Em última análise, uma pessoa se concentra mais no processo do que no resultado. Se tudo estiver em ordem com o processo, não podemos dar importância se a sorte está conosco ou não.

A terceira lição do poker é não superestimar a intuição. Existem situações para as quais a intuição não é muito adequada. Às vezes, durante o jogo, por cansaço ou problemas de saúde, não conseguia analisar corretamente a mão e contar todas as combinações, e decidi confiar no meu instinto. Após 15 anos de jogo regular, o instinto desenvolveu-se bastante bem, mas nos primeiros cinco (ou mesmo dez anos) produziu respostas de qualidade medíocre. Usei a intuição como motivo para abandonar o chato trabalho de análise, e essa tendência está se espalhando cada vez mais pelo mundo. Memes de intuição do Google. A internet está cheia de conselhos: “Confie 100% na sua intuição!”, mas isso é um absurdo completo. Joguei poker durante 15 anos e penso que tenho uma excelente intuição no jogo, mas as minhas decisões intuitivas muitas vezes revelam-se erradas. Muitas vezes, eu tinha certeza absoluta de que uma pessoa estava blefando, uma voz interior exigia pagar, mas no showdown me mostravam uma mão forte.

Portanto, tome cuidado com sua intuição em situações que realmente exijam que você faça um trabalho chato com números.

—Este é um argumento muito forte. Muitas pessoas tomam decisões puramente emocionais, evitam análises racionais e então suas decisões acabam sendo terríveis. Porque as emoções tomaram a iniciativa em decisões a partir da objetividade.
– É assim. Há outra desvantagem: quando confiamos o tempo todo na intuição, não conseguimos analisar nossas decisões e procurar erros no processo de pensamento. Se cometermos um erro ao tentar pensar logicamente, geralmente podemos seguir a cadeia de raciocínio e descobrir exatamente quando as emoções e os preconceitos assumiram o controle. Mas a intuição é uma caixa preta e permanece vulnerável a preconceitos e mudanças de humor.

—Um jogador pode controlar seu comportamento? Você trabalha isso?

— Saí do poker há quatro anos, por isso não posso compartilhar as últimas tendências com vocês. Quanto a mim, claro, não me sentei em frente ao espelho, mas muitas vezes revi as gravações dos torneios em que participei, prestando atenção ao meu comportamento. É sempre bom saber que você está engolindo em seco com muita frequência quando está fazendo um grande blefe.

Uma boa poker face não é necessariamente uma máscara congelada. O comportamento que é natural para você também é muito apropriado. Mas é impossível treinar sua resposta ao estresse quando você não está estressado. Quanto mais caras forem as mesas finais, menos as suas decisões serão baseadas na escolha instintiva do seu corpo entre lutar e fugir. Muitas deep runs são o único treinamento de poker face disponível sob estresse fisiológico.

— Lembro-me de quando fui pela primeira vez à BBC apresentar o programa Question Time, fiquei absolutamente tranquilo no caminho para o estúdio, no camarim e durante o aquecimento, mas assim que o programa começou, não consegui manter a calma. Não me movi por cinco minutos. Eu só conseguia virar a cabeça, o resto do corpo se recusava a se mover. Então gradualmente me libertei. Essa sensação, como se algo mudasse dentro de mim, e eu perdesse o controle do meu corpo, lembro muito bem. Foi mais fácil na segunda vez.

– Isto é verdade. Agora, falo frequentemente para grandes públicos, mas sempre fico com medo do palco antes de uma apresentação. Certa vez, experimentei betabloqueadores, que ajudam nos sintomas fisiológicos: desaceleração da frequência cardíaca, etc., e eles me ajudaram muito. Até me arrependi de não ter aprendido sobre eles quando joguei poker.

Em geral, as pessoas são muito diferentes umas das outras. A experiência ajuda a lidar com o estresse, mas com o tempo aceitei que minha frequência cardíaca estaria sempre elevada em situações estressantes. O pior é ficar se preocupando porque com certeza você ficará mais nervoso.

—Quais foram suas maiores vitórias em torneios?
— O mesmo torneio que falei, o European Poker Tour: 1,25 milhão de euros.

– Incrível!
— Sim, foi uma boa época. Eu tinha 25 anos.

—O que você fez com o dinheiro?
— Agi com muita sabedoria: comprei um apartamento em Londres e investi na minha carreira no poker.

— Você achou que isso era apenas o começo, que esses ganhos se repetiriam a cada poucas semanas ou meses?
— Ah sim, eu me considerava uma abençoada.

—Como qualquer outra pessoa em seu lugar! Se eu tivesse ganhado 1,25 milhão de euros num torneio de poker aos 25 anos...
— Você teria morrido.
— Sim, mas antes da minha morte inevitável, eu teria sido um idiota incrível por um tempo.
— Hm, talvez eu não tenha feito nenhuma loucura, mas os tablóides britânicos estavam interessados ​​na minha vitória. Os jornalistas do Daily Mail procuraram meus pais.

Mamãe mostrou a eles fotos da minha infância. Cheguei às primeiras páginas. Não sei o que os atraiu, provavelmente eu era uma garota jovem e mais ou menos bonita com uma história interessante. Essa foi a maior fama que encontrei na minha vida. Que tempestades de dopamina, meu Deus... E quando o hype passou, comecei a me sentir deprimido. Alguma parte do meu cérebro exigia que eu voltasse aos holofotes e ganhasse outro grande torneio o mais rápido possível. E quando nada funcionou, tive que me adaptar novamente à vida sem fama.

—Por que você parou de jogar?
– Por várias razões. Em primeiro lugar, o jogo em si tornou-se muito mais difícil. Em grande parte influenciado pela IA. O poker online que envolve muito dinheiro está quase acabando. Ainda há muito jogo em limites mais baixos, mas ter uma IA que supera um humano em tempo real mata a ação em high stakes. O nível médio dos jogadores aumentou consideravelmente devido a um acesso mais democrático à informação. Qualquer pessoa pode trabalhar com softwares modernos, é muito simples. Bem, também estou um pouco entediada com tudo isso. Estive jogando por muito tempo e fique cansada. Além disso, o poker é um jogo de soma zero e decidi que não queria jogá-lo pelo resto da vida. Gosto mais de atividades quando ambos os lados ganham.

— Bem, você se tornou uma estrela graças ao poker e agora pode criar conteúdo sobre qualquer assunto!
– Ha, ha! Justifico para mim mesmo que acredito sinceramente no meu conteúdo! Quanto mais as pessoas pensarem sobre os problemas que a sociedade enfrenta, maior será a probabilidade de encontrarmos respostas. Sinto que a minha vocação é despertar o interesse das pessoas. Odeio a frase “esta é a minha vocação”… E minha mãe exige constantemente que eu pare de me gabar. Mas espero realmente que possamos derrotar Moloch.

E estes pequenos vídeos são a minha melhor contribuição para a causa comum. Também lançarei um podcast Win-Win num futuro próximo, onde discutiremos soluções ganha-ganha em situações onde não parece haver nenhuma solução do tipo.

Suporte GipsyTeam
Vamos ajudá-lo a resolver qualquer assunto em relação ao poker
Trabalhamos 24 horas por dia , sem folgas ou feriados
Responderemos em até 10 minutos
  • Mais rakeback e bônus exclusivos
  • Ajuda com depósitos e saques
  • Acesso a aplicativos móveis
  • Resolvendo problemas com contas
  • Suporte técnico
  • Dúvidas sobre o site e o fórum