Em 2014, morei em Vancouver, Canadá.

Uma noite, Viktor Blom juntou-se a mim nas mesas de $300/$600 PLO. Só depois de um tempo percebi o quão mal eu jogava naquela época. Ele me dominou completamente e levou pote após pote. Perdi muitas mãos grandes em que pagava 3-bets, c-bets e desistia no turn. Terminei aquela sessão perdendo $1,1 milhão.

É improvável que alguém se compare à capacidade de Viktor de ganhar rapidamente grandes quantias de dinheiro online. No entanto, ele também os perdeu com a mesma rapidez.

A história de Viktor começou em 2009. Naquela época, havia apenas 20-25 jogadores regulares que jogavam $200/$400 ou mais. Naturalmente, o homem que apareceu do nada despertou grande interesse. Ele nunca foi visto em $50/$100 ou $100/$200, todos estavam tentando descobrir quem ele era e quão bem ele estava jogando.

Depois de Novembro de 2009, quando Isildur1 apareceu no Full Tilt, o poker online nunca mais foi o mesmo.

Ouvi pela primeira vez o apelido isildur1 enquanto ouvia histórias sobre um jovem que quebrou todos os limites das salas da Europa. Eu nem era cadastrado lá. Na Europa, ninguém conhecia Viktor, mas ele imediatamente começou a enfrentar os melhores jogadores nos limites mais altos.

Depois, Isildur1 apareceu nos high stakes do Full Tilt. Ele tinha um estilo hiperagressivo e ninguém havia jogado assim antes. A percentagem de grandes potes nas suas mesas era claramente superior ao normal. Os regulares que jogaram com ele não conseguiram chegar a uma opinião comum: ele joga bem ou mal? Ninguém nunca tinha visto um jogo como aquele antes.

Os solvers não existiam naquela época. Havia alguns padrões geralmente aceitos que eram considerados a estratégia correta: 3-bet de 10%, c-bet de 80%, size padrão. Mas quando apareceu alguém cujo jogo era radicalmente diferente do nosso, não tínhamos provas factuais de que a sua estratégia estava errada. A opinião geral dos regulares resumia-se à tese de que Viktor jogava mais ou menos, mas aumentava tanto a variância que dava muito medo jogar contra ele.

Na época, eu passava a maior parte do tempo nas mesas de $100/$200, com tiros ocasionais na $200/$400 e $300/$600 se estivesse satisfeito com a mesa. É por isso que não comecei a jogar com o Viktor imediatamente, passei algum tempo observando como ele se comportaria contra os outros. Antes que percebêssemos, ele começou a jogar em duas mesas contra Patrik Antonius, Phil Ivey e Tom Dwan, e ao mesmo tempo.

Um louco!

Eu não tinha dúvidas de que ele iria quebrar rapidamente e eu nem teria tempo de jogar com ele. Mas tudo foi completamente diferente. Não só não faliu, mas, pelo contrário, ganhou milhões dos jogadores mais fortes da época. A história da sua ascensão nas Eurorooms repetiu-se.

Patrick, Phil e Tom eram considerados os melhores jogadores daquela época. Algum cara desconhecido não poderia fazer isso com eles. Gradualmente, a opinião sobre o jogo de Isildur mudou de “um maníaco que perderá tudo rapidamente” para “ele parece saber algo que não sabemos”.

O termo “seleção de jogos” já existia naquela época, mas o entendíamos de forma um pouco diferente do que entendemos agora. Eu só prestava atenção nas mesas quando estava dando tiros com uma parte significativa do meu saldo. Joguei com todos em limites confortáveis. Quando decidi que tinha bankroll suficiente para jogar contra Viktor, ele e eu imediatamente cruzamos espadas virtuais.

Durante nossa primeira sessão, não me senti muito confortável. Pareceu-me que ele estava tentando me vencer em todas as mãos, blefando constantemente, às vezes com todo o stack. Comecei a dar chamadas looses e incomuns, às vezes até acertando alguns. No começo, não entendi como ele poderia jogar um jogo tão agressivo, mas ao mesmo tempo manter alguma aparência de equilíbrio.

Quando você joga com uma pessoa que infla constantemente os potes, começa a parecer que tudo o que você precisa fazer é acertar uma mão, e ela imediatamente lhe doará seu stack. É aqui que entra a psicologia do jogo: jogar com um adversário assim é muito interessante, mas também assustador.

Contra os nits, as emoções são completamente diferentes e o jogo se transforma em uma rotina monótona. Com Isildur, você pode ganhar um grande pote a qualquer momento, então gostei muito de jogar com ele.

Viktor não era um maníaco estúpido; na verdade, ele era um jogador muito inteligente. Levei um tempo para entender isso. Naquela época, prestei muita atenção na dinâmica do jogo, minhas decisões dependiam muito do que acontecia nas mãos anteriores.

Por exemplo, se nos três potes que ele acabou de jogar ele fez check-raise no flop, então eu tinha certeza que com uma boa mão ele definitivamente não faria slowplay, mas sim check-raise novamente. Viktor sabia que eu sabia que ele sabia e assim por diante... Contra a maioria dos regulares nesses limites, minha abordagem funcionou perfeitamente, e nessa guerra de levels, geralmente eu saía vitorioso.

As coisas não correram conforme o planejado contra Isildur. Errei uma vez, duas vezes, depois acertei e depois errei novamente três vezes. Ele fazia a mesma coisa que eu, só que melhor.

As mesas 6-max com Viktor eram mais fáceis de jogar. Às vezes ele foldava algumas mãos e lhe dava tempo para descansar. Você poderia se esconder um pouco e se sentir mais seguro em relação ao seu stack. Nos jogos heads-up, ele não me deixava relaxar, forçando-me a jogar potes enormes o tempo todo.

Minha sessão mais memorável, não só contra Isildur, mas de toda minha carreira online, aconteceu em 2009. Eu morava em Nova York e começamos a jogar PLO $200/$400 às 19:00, quando já era noite para ele.

Não foi como as sessões habituais contra Viktor, com muitas sequências em ambas as direções. Naquele dia comecei imediatamente a ganhar. Quando eu tinha 10 buy-ins de frente, ele sugeriu $300/$600. Lá eu também continuei ganhando e passamos para $500/$1.000. Terminamos às 5 da manhã e eu tinha ganhado $1,6 milhão. Aquela foi melhor sessão de toda a minha carreira.

Normalmente, vitórias de poker de sete dígitos acontecem em torneios, quando os holofotes e as câmeras estão apontadas para você. Eu fechei o lobby e fiquei sentado por um tempo, apenas olhando para o monitor e sorrindo. Então rapidamente comi um lanche e fui para a cama.

Muitas vezes, você desenvolve respeito mútuo pelos seus principais rivais e até se torna amigo. Viktor e eu conversávamos apenas online e rapidamente nos tornamos amigos. Além disso, eu nem sabia seu nome verdadeiro. Esta era uma ocorrência comum naquela época. Conhecemos muitos jogadores no lobby ou no 2+2. Todos nos tornamos próximos, mas nos conhecíamos apenas por apelidos.

Por alguma razão, foi muito importante para muitos descobrir o nome verdadeiro de Isildur. E foi completamente desinteressante para mim. Eu já sabia quem ele era – um jovem com quem eu lutava constantemente online. Bem, ele vai me dizer o nome dele, que nunca ouvi antes na minha vida. O que vai mudar?

Nos conhecemos pessoalmente alguns anos depois, em Las Vegas, na World Series. Isso aconteceu no restaurante Lemongrass, no Aria.

Isildur revelou-se um jovem muito amigável (e alto). Imediatamente encontramos uma linguagem comum. O único inconveniente era que, ao me comunicar com ele, eu tinha que levantar constantemente a cabeça.

Ficou imediatamente óbvio o quanto ele amava o poker. Primeiramente, ele começou a me perguntar sobre 2-7 triple draw, naquele momento, esse era meu jogo principal. Naquela época, havia muita ação nos high stakes e ele estava claramente interessado em aprender um novo jogo que fosse completamente diferente do Hold'em e do Omaha.

Sem cartas, foi difícil para mim explicar algumas sutilezas, então fomos para o meu apartamento.

Não revelei imediatamente quaisquer segredos de estratégia e não tive o objetivo de provocá-lo a aprender. Eu honestamente contei a ele o básico do jogo. Alguns meses depois ele já estava jogando nos limites mais altos, e muito bem. 2-7 é um jogo muito técnico onde você precisa ter um bom conhecimento de matemática. Mas ele descobriu isso muito rapidamente graças à sua intuição e capacidade de pensar rapidamente.

Depois de muita persuasão, Viktor concordou em gravar um vídeo de treinamento conjunto comigo para Run it Once. Peguei alguns microfones e fui vê-lo em Londres.

Suspeitei que não seria fácil, já que Viktor não gosta de discutir estratégia. Mas ele tentou se preparar bem, selecionou muitas mãos que jogamos entre nós, carregou-as no tracker e quis que analisássemos juntos.

Mas quando começamos a gravar o vídeo, ficou imediatamente claro que nada iria funcionar. A todas as minhas perguntas, ele se limitava a respostas monossilábicas, e eu tinha que adivinhar: “Então, na sua opinião, aqui representei dois pares, mas por causa da ação nas streets anteriores não podia tê-los?” Ele respondia a tudo: “Sim”.

Eu tinha grandes esperanças neste projeto e passei vários anos o convencendo. Iria ser um sucesso online, porque Viktor nunca discutiu estratégia publicamente. Mas descobri que dentro de sua cabeça, ele entendia o que precisava ser feito, mas não conseguia explicar.

Acontece.

Classificação dos jogadores
4.2
Jogadores online
1,000
Bônus de depósito
100% até $2,000
Cliente Mobile
Softwares auxiliares
Outros
Jogadores amadores dos EUA
Rake races regulares
Bônus do GipsyTeam
Ajuda com saques e depósitos
Bônus para jogadores ativos
Classificação dos jogadores
4.7
Jogadores online
700
Bônus de depósito
100% até $2,000
Cliente Mobile
Softwares auxiliares
Outros
Jogue com americanos
Rake races lucrativas
Bônus do GipsyTeam
Pagamentos adicionais para jogadores ativos
Código promocional GT
Cadastro
Classificação dos jogadores
4.9
Jogadores online
3,500
Bônus de depósito
100% até $600
Cliente Mobile
Softwares auxiliares
Outros
Rakeback alto
Rankings diários
Satélites para séries de torneios em todo o mundo
Bônus do GipsyTeam
Acesso a promoções exclusivas
Pagamentos adicionais para jogadores ativos

Mas estava claro que ele estava aproveitando a vida em Londres. Jogava poker apenas quando estava com vontade. Para ele sempre foi divertido, não trabalho, como para mim. O que eu não sabia sobre Viktor é que ele é um grande fã de cinema. Ele tinha uma enorme coleção de CDs, principalmente comédias românticas. Muitas vezes ele começava o dia indo ao cinema, depois ia jogar poker. Isso aconteceu duas vezes nos 4 dias que passamos juntos.

Estar perto de Viktor despertou meu desejo de jogar. Foi muito interessante observá-lo. Quando cheguei ele tinha $150k na conta, com três buy-ins ele foi jogar $200/$400 e $300/$600. Ele ganhou até $300 mil, depois perdeu tudo e sobraram $10 mil. Em seguida, ele foi jogar $10/$20. Lá ele ganhou novamente, mas depois perdeu tudo. Como resultado, ele tinha $200 restantes, que usou para jogar dois SNGs de $100.

A partir dali, ele foi para $25 mil, mas depois perdeu até o último centavo.

Não direi que ele gosta de perder, ninguém gosta disso, mas o processo em si claramente lhe dá muito prazer. Tive a sorte de assistir tudo isso ao vivo. Nunca vi tanto amor pelo jogo em mais ninguém. Ele obviamente não tomou as decisões financeiras mais inteligentes, mas ainda assim se divertiu e gostou do jogo. Ele jogou o $100 HU SNG com a mesma paixão e diversão que o $300/$600 duas horas antes. Foi muito emocionante assistir tudo isso.

Apesar de seu talento natural para o poker, suas fraquezas em outras áreas assumiram o controle. Ele jogou contra todos os regulares em seus melhores jogos e nunca estudou a teoria. Com a chegada dos solvers, a diferença entre Viktor e os principais regulares só aumentou. Ele simplesmente não tinha chance de sobreviver aos jogos high stakes.

Durante as downswings, os jogadores descem os limites. Viktor só fez isso quando não havia mais opções, ou seja, quando ficou sem dinheiro. E já era tarde demais.

Não sei todos os detalhes. Tudo o que sei é que ele teve uma downswing online e depois perdeu muito ao vivo no poker chinês, que ele realmente não sabia jogar. Depois disso, ele nunca se recuperou. Agora quase não conversamos. Às vezes pergunto como ele está. Ele responde: “Está tudo bem” e acrescenta uma carinha sorridente.

Eu vi o quanto ele amou o jogo. Acho que não foi fácil para ele superar isso. Também estou triste por ele ter desperdiçado seu talento inegável. Nem todos conseguem realizar o seu potencial e ganhar milhões, mas foi muito interessante para mim competir com ele nas mesas. Haverá um novo Viktor Blom no poker? Tenho certeza que não haverá. O jogo mudou muito, em tempos de solver não se vai longe só com talento.

Além disso, só pode haver um Viktor Blom.