Barny Boatman, 68 anos, joga poker há quase 30 anos, mas o ano de 2024 parece ter superado toda a sua carreira em termos de intensidade, pelo menos na última década, com certeza. Em fevereiro, Barny tornou-se o campeão mais velho do EPT, recebendo $1,4 milhão pela sua vitória em Paris, e na semana passada, o PokerStars o anunciou como o mais novo embaixador da sala.

Profissional inglês tem uma das carreiras mais longas da história do poker atual.

Leia

— Você já provou tudo no poker, mas isso não torna a sua vitória no EPT menos épica. Como você se sentiu depois de tanto sucesso nesta fase da sua carreira?
— Todos os jogadores, uns mais, outros menos, têm sempre algo a provar. Não sou exceção, queria mostrar que não só venho a estas séries para me inscrever em torneios. Obviamente, a sensação de vitória é muito agradável, a euforia ainda não passou. O fluxo de parabéns não para, tanto de conhecidos quanto de estranhos. Às vezes é confuso, mas é muito legal. O troféu também é maravilhoso. O dinheiro foi transferido para minha conta no outro dia, a ficha nem caiu ainda. Me sinto ótimo, no geral, sem desvantagens, apenas vantagens :)

— Como você comemorou?
— Imediatamente após a vitória fiquei completamente exausto. Mas os organizadores organizaram um jantar para mim e meu amigo em um restaurante muito bom na Champs-Elysées. Passamos uma noite tranquila só nós dois, saboreando nossa comida. Essa foi a opção ideal, pois estávamos em frangalhos. Agora voltei para casa, mas ainda não tive tempo para descansar, encontro amigos constantemente, todos querem falar da minha vitória. Algumas pessoas entendem de poker, outras não entendem nada, mas todos já sabem que tive sorte e ganhei muito dinheiro.

— Conte-nos sobre a mão sensacional com que você pegou o blefe de Eric Afriat.

E no último nível do dia, Barny Boatman se tornou o chip leader. Eric Afriat abriu 130.000 do CO com e recebeu dois calls, incluindo de Barny, no BB, que tinha . No bordo , Afriat disparou 3 barris: 250.000, 750.000 e um all-in de 2.635.000.

Boatman pensou bastante, gastou um timebank e pagou, um call que lhe deixou com um stack de 7.750.000.

— Eu não diria que é uma mão incrível e com uma análise complexa. No final, tudo se resumia a um palpite: se ele tinha alguma coisa ou não. Foi muito importante pelo contexto: quando aconteceu, quantas fichas e o que estava em jogo. Eric é um jogador de torneios muito experiente que se destaca por tirar vantagem de um big stack. Na mesa ele fala muito e tenta dominar. Quando você se encontra ao lado de um adversário com um grande stack, uma colisão não pode ser evitada. E é melhor que isso aconteça nos seus termos. O ideal é quando temos o nuts e o nosso adversário decide blefar com todo o stack. Mas isso raramente acontecerá. No nosso caso, simplesmente acertei o flop e confiei nos meus instintos.

— Como você se sentiu quando ganhou a mão?
—Não me lembro exatamente. Obviamente fiquei muito feliz com a minha decisão e aliviado porque as fichas foram para mim. Provavelmente, foi nesse momento que surgiram os meus primeiros pensamentos sobre a vitória, embora ainda restassem 18 pessoas no jogo e eu ainda tivesse que jogar o dia todo até a final. Naquela noite, eu não dormi.

Depois desta mão houve um pequeno atrito. De mau humor, Afriat não conseguiu conter as emoções e soltou: "Boa mão", disse ele com sarcasmo.
— Eu estava cansado, queria ir para a cama o mais rápido possível — brincou Boatman.
— Belo call — Eric não se acalmou —. Nunca vi nada parecido: um torneio em jogo, muito dinheiro, o final do dia em 11 minutos... Você viu minha mão? Eu não poderia jogar de outra maneira.

Depois disso, Afriat xingou o dealer, que considerava o culpado de todos os seus fracassos, e avisou os outros jogadores que iria usar deliberadamente todos os seus cartões de tempo para não jogar novas mãos até ao final do dia.

— Esse comportamento ultrapassa todos os limites —o comentarista James Hartigan ficou indignado — Os jogadores devem chamar Floor.

Durante o resto do dia ele continuou resmungando e não parava de tentar provocar Barny.

— Uma decisão muito, muito maluca valendo a vida no torneio... Quando faltam apenas 10 minutos — repetiu Afriat mais uma vez.

— O que você achou do comportamento de Afriat?
— Nesta fase, com um stack grande, eu preferiria jogar as mãos normalmente. Não gostei do comportamento dele, mas entendo por que ele fez isso. Ele experimentou uma enorme explosão emocional. Ele era o chip leader e o chefe da mesa e, de repente, num instante, perdeu tudo e se viu sob pressão. Meu call claramente o perturbou.

Não sabemos como os nossos adversários se sentem, o que se passa nas suas vidas ou até que ponto o dinheiro em jogo os afeta. Mas o que mais me surpreendeu foi quando ele disse que usaria os time banks porque queria esperar a troca do dealer. Mas eu tinha acabado de dar um grande call e ganhei um grande pote, então não prestei atenção ao que estava acontecendo. Sentei-me em silêncio e esperei que tudo acabasse.

— Você joga torneios há 25 anos. Como seus oponentes mudaram durante esse período?
— É mais fácil listar o que permaneceu igual. A primeira coisa que me vem à mente é que quando comecei, os jogadores eram, em média, muito mais velhos, só havia homens na mesa e quase não havia pessoas com formação universitária entre eles. Naquela época, poucas pessoas pensavam em matemática e teoria. No jogo, era cada um por si. Era aqui que nossa gangue, chamada Hendon Mob, era diferente das outras. Estávamos constantemente discutindo mãos e compartilhando ações em torneios. Agora esta é a norma, mas era muito raro.

Sempre fui atraído pelo poker porque é acessível a pessoas de origens completamente diferentes. Você pode encontrar qualquer pessoa à mesa, mas isso não mudou até agora. Adoro me comunicar e estou sempre feliz em conhecer novas pessoas. A imagem de um jogador moderno é muito diferente da minha juventude, mas o leque de personagens tornou-se muito mais amplo, o que só me deixa feliz.

Confira as melhores promoções agora
Bônus de primeiro depósito de 100% até ₮1.100
Sem prazo
Como se classificar para o 200K GTD de domingo do Bodog
Sem prazo
50% de rakeback adicional para jogar Sit&Go
Sem prazo

— Você se lembrou do Hendon Mob. Você poderia nos contar como tudo começou?
— Meu irmão Ross e eu estávamos organizando um jogo barato em Archway, que é a região de Londres onde morávamos. No início, éramos apenas amigos, mas Ross e eu imediatamente começamos a levar o jogo a sério e rapidamente ultrapassamos o nível dos outros. Encontramos um jogo mais caro, que acontecia em outra área de Londres: Hendon. Gostamos de lá, começamos a frequentar e nos tornamos amigos de outros regulares: Ram Vaswani e Joe Beavers. Começamos a conversar, viajamos por toda a Inglaterra juntos e as pessoas começaram a nos chamar de “A Gangue Hendon” (The Hendon Mob).

Mesmo assim tínhamos a sensação de que o poker se tornaria algo mais importante num futuro próximo. E assim aconteceu, no final dos anos 90, fomos convidados para filmar o primeiro programa de poker: Late Night Poker. Achamos que participar seria uma ótima coisa em nossos currículos e criamos um site onde escrevemos biografias humorísticas uns dos outros. Nunca levamos isso muito a sério.

O site rapidamente se tornou popular, recebemos proposta para cooperar com uma casa de apostas que oferecia torneios de poker na Europa. Segundo eles, tínhamos que criar pequenos perfis dos jogadores mais populares, adicionar seus resultados e criar apelidos. Depois disso, em todos os eventos, jogadores indignados começaram a nos abordar perguntando por que seus nomes não apareciam em nosso site.

— Agora, neste site, você pode ver os resultados de todos os torneios…
— Sim, mas não o criamos para isso e tínhamos objetivos diferentes. Não esperávamos tanta popularidade. O site exigia cada vez mais tempo, o poker começou a ficar em segundo plano. Inesperadamente, nos tornamos donos de um negócio que precisava ser acompanhado de perto. Nenhum de nós queria isso.

Houve muitos momentos bons em nossas vidas, mas alguns foram por pura sorte. Por exemplo, no momento mais oportuno, Alex Dreyfus, do Global Poker Index, nos contatou e se ofereceu para comprar o HendonMob. Nós concordamos alegremente. O site continua a prosperar, tenho certeza de que teria desaparecido há muito tempo se tivesse permanecido nas mãos de quatro preguiçosos errantes.

— Alguém da gangue tinha parte na sua vitória no EPT?
— Por que todo mundo sempre está interessado apenas na questão financeira? Sim, Ross tinha um pedaço.

— Ao longo de uma carreira tão longa, você teve que reconstruir seu jogo para acompanhar o progresso?
— Acredito que em nenhum momento meu jogo atendeu aos padrões aceitos. Quando começamos, não havia materiais de treinamento. Havia alguns livros, mas falavam mais sobre a vida dos jogadores. Às vezes, havia alguns indícios de teoria, mas eram apenas as coisas mais básicas. Nós mesmos tentamos criar novas estratégias.

Com o meu jogo sempre procurei colocar meus adversários em situações difíceis, fazer alguns movimentos inesperados para que eles não entendessem o que eu estava fazendo. Minha forma de jogar ainda é baseada em improvisações e ajustes. Praticamente não trabalho na teoria, então há muitas deficiências no meu jogo. Mas eu acompanho meus oponentes com atenção e tento perceber as tendências do field em situações específicas: com que mãos as pessoas abrem, que tamanhos usam, como jogam no botão ou nos blinds. Considero cuidadosamente as informações recebidas e tento aplicá-las ao meu jogo.

É como aprender um novo idioma. Numa língua estrangeira, podemos pedir indicações ou fazer um pedido num restaurante, mas isso não é suficiente para uma conversa filosófica. Morei um tempo na Espanha e comecei a aprender o idioma, então entendo perfeitamente que você pode fazer isso a vida toda. A mesma coisa acontece comigo com o poker.

4.6
Consolidado como o mais famoso site de poker do mundo, o Pokerstars reúne jogadores do Brasil e de outras nacionalidades para disputar jogos a dinheiro real de Texas Hold’em, Omaha, Stud, H.O.R.S.E., entre as mais variadas modalidades de poker possível.