As obras do mestre francês Paul Cézanne serviram de ponte entre o Impressionismo do século XIX e o Cubismo do século XX. O auge de sua carreira foi a série de pinturas “Jogadores de Cartas” ("Card Players"), que continua batendo recordes e cativando os entusiastas da arte no século XXI.

Paul Cézanne nasceu no sul da França, na cidade de Aix-en-Provence, em 1839, na família de um rico advogado e banqueiro. Seu pai insistiu que seu filho seguisse seus passos, mas Paul tinha outras ideias. Em busca da fama, Paul mudou-se para Paris com seu amigo de infância Emile Zola, mas não conseguiu conquistar ou amar a capital. A herança após a morte de seu pai, em 1886, resolveu os problemas financeiros de Cézanne e proporcionou uma oportunidade de focar na arte. Livre da necessidade de perseguir salários, ele retornou à província que lhe era cara e se dedicou totalmente à autorrealização.

Autorretrato

Ele não teve uma educação artística formal e o seu estilo foi moldado pelos mestres do Louvre e por longas reflexões sobre a natureza da arte. Ele chegou à ideia de que um artista deve primeiro penetrar na essência do objeto e depois expressá-lo através da forma, da cor e da composição. A precisão fotográfica da realidade não lhe parecia um objetivo digno.

Cézanne pintou "Card Players" entre 1890-1895.

Cinco pinturas a óleo exclusivas da famosa série de Cézanne

A série consiste em cinco pinturas a óleo diferentes, que se tornaram uma das obras-primas de seu período posterior.

As pinturas diferem na quantidade de jogadores e no tamanho da tela – de 47 x 56,5 cm a 134,6 x 180,3 cm. Quatro pinturas estão guardadas em museus da Europa e da América, a quinta foi mantida em uma coleção particular até recentemente, quando foi comprada pelas autoridades do Catar para o museu nacional.

O museu de arte local foi uma fonte de inspiração: Cézanne assistiu a uma exposição dos irmãos Le Nain (artistas da primeira metade do século XVII) no Museu de Aix-en-Provence. Uma de suas pinturas se chama “Card Players”.

Acredita-se que esta inspiração possa ter sido a motivação de Cézanne para criar a sua própria série com o mesmo nome.

Não temos uma cronologia exata das pinturas do "Card Players" de Cézanne: Por muito tempo, acreditou-se que Cézanne primeiro pintou um quadro com cinco personagens e completou a série "matando personagens", reduzindo gradativamente o tamanho das telas. No entanto, pesquisas usando varredura infravermelha lançaram dúvidas sobre essa teoria, e é bem possível que tudo tenha sido o oposto.

Os camponeses vizinhos serviram de modelo para Cézanne. Esses moradores posaram para as pinturas de Cézanne, alguns dos quais trabalharam em sua propriedade, o Château de Bellevue. O homem do cachimbo era seu jardineiro e, por trabalhos adicionais para posar, recebia cinco francos.

Cézanne preparou-se durante muito tempo antes de começar a pintar: Não é por acaso que Cézanne passou cinco anos criando as cinco pinturas. Ele fez mais de uma dúzia de esboços durante sua preparação e pintou vários retratos a óleo. Seus modelos vinham repetidas vezes posar para ele.

Cézanne pintou com calma e provavelmente não teria criado suas pinturas mais famosas se tivesse ficado em Paris. Os camponeses, jardineiros e empregadas locais sabiam como permanecer verdadeiramente imóveis e concentrados.

Não parece que os jogos valiam alguma coisa: Não há vestígios de dinheiro ou fichas em nenhuma tela. Segundo alguns especialistas, sua ausência indica que as pessoas nas pinturas jogam simplesmente por prazer, talvez um "gin rummy". Outros acreditam que o artista deixou dicas sobre os riscos específicos do jogo. Se Cézanne pintasse “Jogadores de Cartas” hoje, talvez ele tivesse mostrado alguns jogadores jogando MTT online.

Confira as melhores promoções agora
Freerolls Round the Clock: começam a cada hora com $2.500 garantidos no total
Sem prazo
₮6.000 em entradas para freerolls
Novo torneio high roller aos domingos
Sem prazo

Os personagens de Cézanne são diferentes daqueles pintados por seus pares

Pela primeira vez na história das pinturas conhecidas, os personagens de Cézanne mostram contenção emocional durante os jogos de cartas.

O artista retratou o jogo de cartas não como uma cena de gênero dinâmica ou anedótica, como era típico da pintura holandesa e francesa do século XVII, mas como uma tarefa séria, claramente desafiadora e um tanto monótona. Os jogadores de Cézanne mantêm rostos impassíveis, ao contrário dos jogadores dos irmãos Le Nain ou, por exemplo, de Caravaggio; não há nada de malicioso ou engraçado nessas obras. Embora as pessoas sejam retratadas na pintura, às vezes parece mais uma natureza morta.

Onde estão as telas de Cézanne atualmente?

Às vezes, são exibidos juntos, mas as exposições permanentes de cada pintura ficam no Metropolitan Museum, em Nova York; na Fundação Barnes, Filadélfia; no Courtauld Institute of Art, Londres; no Museu d'Orsay, Paris; e na coleção particular do Emir do Qatar.

Uma das pinturas a óleo de Cézanne foi vendida por um preço recorde: $250 milhões

Ao contrário de muitos dos seus amigos artistas que duvidavam do valor das suas próprias obras, Cézanne se sentia um gênio e que as suas pinturas seriam compreendidas muitos anos após a sua morte.

Em 2011, a família real do Catar comprou uma das séries de um armador e colecionador grego por $250 milhões, marcando o valor mais alto da história da pintura. O recorde foi superado em 2015 pelo quadro "Wann heiratest du" (Quando você vai se casar?), de Paul Gauguin, vendido por $300 milhões.

Curiosamente, Cézanne falou com muita desaprovação de Paul Gauguin, chamando as suas obras de “quadros chineses pintados ”, considerando prejudicial a sua influência na pintura de outros artistas, e afirmando que a pintura de Gauguin era “ absurda ” porque “ falta forma ” .

Mas desde 2017, o recorde pertence a Leonardo da Vinci. A casa de leilões Christie’s vendeu “Salvator Mundi” por $450 milhões.

Roubo e resgate em Paris

Em agosto de 1961, uma pintura da série "Jogadores de Cartas" exibida em Paris caiu nas mãos de ladrões. Tornou-se a mais famosa das oito pinturas de Cézanne roubadas de uma exposição itinerante em sua cidade natal, Aix-en-Provence. Segundo reportagens de jornais, as pinturas foram roubadas entre os turnos de segurança da madrugada (ou possivelmente enquanto os guardas cochilavam) no Pavilhão Vendôme, onde as obras foram expostas. Um dos ladrões se escondeu no museu após o fechamento e deixou seus cúmplices entrarem por uma janela do segundo andar. Eles desceram pelos portões, deixando apenas um rastro borrado no parapeito da janela. “É a coisa mais próxima de um crime perfeito que já vi”, disse um detetive francês. Um resgate foi pago pelas pinturas alguns meses depois e elas foram devolvidas.

Para demonstrar a profundidade da perda do patrimênio nacional após este roubo, o governo francês emitiu um selo comemorativo com a imagem da pintura.

"Cézanne's Card Players" também inspirou a série "Dogs Playing Poker", que falamos sobre há alguns dias.

A história de seu surgimento, leilões de recordes, desenhos do Primeiro de Abril e outros fatos sobre a obra de arte mais famosa sobre o tema poker. Traduzido e adaptado do artigo original de Kristy Puchko.

Leia
Suporte GipsyTeam
Vamos ajudá-lo a resolver qualquer assunto em relação ao poker
Trabalhamos 24 horas por dia , sem folgas ou feriados
Responderemos em até 10 minutos
  • Mais rakeback e bônus exclusivos
  • Ajuda com depósitos e saques
  • Acesso a aplicativos móveis
  • Resolvendo problemas com contas
  • Suporte técnico
  • Dúvidas sobre o site e o fórum